Informação sobre a edição do curso

Inscrever nesta edição Manifestar interesse Todas as edições Pedir contacto
  • Duração125.0 horas
  • Início24/01/2022
  • Fim06/06/2022
  • Nível InicialNível 2
  • Nível FinalNível 2
  • Local de FormaçãoFormação à distância

    -
    oesteconsult.geral@gmail.com
  • Pessoa de ContactoCarla Oliveira
  • Contacto262380778
  • Área de Formação

    Hotelaria e Restauração

  • Observações

    Apoios Financeiros:
    Subsídio de Alimentação

  • Condições de Inscrição

    • Empregados com habilitações iguais ou superiores ao 4º ano;
    • Desempregados com habilitações iguais ou superiores ao 12º ano.

     

    Informamos que para integrar este projeto, tem obrigatoriamente de ser residente na área metropolitana de Lisboa

     

    Documentos a Entregar/Enviar:

    • Cópia do cartão de cidadão ou título de residência;
    • Comprovativo de morada;
    • Cópia do Certificado de Habilitações;
    • Declaração da entidade patronal com horário de trabalho;
    • Declaração do Centro de Emprego, no caso dos desempregados;
    • Comprovativo de IBAN em nome do/a formando/a.

  • Conteúdos Programáticos

    8241 - Sopas, cremes e aveludados - 25h
    8247 - Cozinha tradicional portuguesa - 50h
    8243 - Doçaria tradicional portuguesa - 50h

  • Avaliação

    a) A avaliação formativa, que se projecta sobre o processo de formação, permitindo obter informação sobre o desenvolvimento das aprendizagens, com vista à definição e ao ajustamento de processos e estratégias pedagógicas. Os critérios a utilizar deverão ser: A - Assiduidade e Pontualidade (Comparece às horas marcadas e cumpre o horário da formação); B - Participação Ativa (está motivado; interage com o grupo; participa nos grupos de trabalho; coloca questões e exprime opiniões criticas e fundamentadas); C - Impacto de formação (evolução entre o perfil de entrada e o perfil de saída); D - Resultados Alcançados (testes, trabalhos individuias e de grupo; provas em cursos homologados).
    b) A avaliação sumativa, que terá por função servir de base de decisão para a certificação, será suportada em trabalhos práticos (individuais e/ou em grupo), e/ou testes, e/ou observação directa, consuante o mais adequado a cada formando/a. O resultado final deverá ser expresso em ”Com Aproveitamento” (certificação) ou “Sem Aproveitamento”, em função do/a formando/a ter ou não atingido os objectivos da formação.

  • Metodologia

    Organização de sessões teórico-práticas de acordo com metodologias expositivas, através da apresentação dos conteúdos e temáticas.
    Nas diversas sessões a metodologia activa será desenvolvida através da aplicação de propostas de trabalho que permitam a análise e reflexão de estudos de casos, Brainstorming’s e Role Play’s de forma a potenciar a aprendizagem pela utilização prática da linguagem.

  • Apresentação

    No final do curso, o formando deverá saber preparar, confecionar e empratar sopas, cremes e aveludados; preparar, confecionar, empratar,  acondicionar e conservar iguarias de cozinha tradicional portuguesa; preparar, confecionar, empratar e decorar sobremesas tradicionais portuguesas; cumprir as normas de higiene e segurança.

Inscrever nesta edição Manifestar interesse Todas as edições Pedir contacto